05/08/2014

De noite todos os gatos são pardos (e alguns cães também)*

Nem sempre é fácil manter os ânimos calmos numa casa com cães e gatos. Cá em casa há um "generation gap": uns estão a chegar aos 10 anos, enquanto outros ainda são jovens e já se sabe que que burro velho não aprende línguas. A cadela mais velha é uma ternura, mas não pode com gatos e o gato mais velho, uma versão felina do velhote do up, não pode com nenhum ser vivo.
A minha esperança estava nas mais novas. Pensava eu que habituadas desde tenra idade tudo ia ser um mar de rosas. A cadela é uma paz de alma, só quer é brincar com os irmãos, sejam cães ou gatos, mas não ajuda ser do tamanho de uma vitela e tentar constantemente enfiar a cabeça da gata pela boca dentro e lamber-lhe o lombo todo e puxar-lhe o rabo. Se há coisa que os gatos odeiam são essas badalhoquices! Ao gato nem tenta porque leva duas palmadas e uma bufadela que ele não é para brincadeiras.
Ainda por cima são ambas malhadas com as mesmas cores, a fazer "pendant" e fofas que só elas e os animais fofos nas fotos fofas no Facebook estão sempre felizes e em paz e dão-se todos muito bem, ora essa!
Esta noite acordei por volta das 5h e quando acendi a luz deparei-me com o seguinte cenário: a gata estava deitada aos pés da cama, a cadela também estava deitada a dormitar com a cabeça apoiada nas patas traseiras da gata e a gata aproveitava para lhe lamber e mordiscar as orelhas.
Quer-me parecer que temos progressos! Demorou, mas estamos no bom caminho.

* Ou o que fazem os seus animais enquanto você dorme

Sem comentários:

Enviar um comentário