18/05/2014

Adenda ao post anterior #1

Não tenho qualquer problema em admitir as minhas culpas. Se erro tenho de pedir desculpa, se faço um disparate tenho de admitir e tentar resolver e não posso deixar que alguém arque com as culpas dos meus erros.
Aqui há uns 3 anos aconteceu uma situação na empresa onde trabalho e as culpas recaíram em cima de uma colaboradora que tinha acabado de ser dispensada na semana anterior. Ela insistia que não era culpa dela, mas as evidências estavam contra ela. Quando estava a tentar resolver a questão encontrei uns documentos relacionados com a situação em causa numa das minhas pastas e tornou-se evidente para mim que o assunto me tinha sido passado por ela (apesar de eu não me lembrar) e que a culpa da situação não ter sido resolvida era minha. Podia ter ficado tudo como estava. Assim como assim ela já tinha sido dispensada (não por causa desta embrulhada), não perdia nem ganhava. No entanto, fui incapaz de não clarificar a situação. Pedi uma reunião com as minhas chefias e com a chefia dela e admiti que se tinha tratado de um lapso meu. That's the way I do it...

Sem comentários:

Enviar um comentário